Vehuel

Vehuel

Atributo: Grande Deus.

Planeta: Mercúrio.

Coro Angélico: Arcanjos.

Sefirah: Hod.

Horário de Regência: das 16h às 16h20

É invocado por:

  • Conforte-se com os contratempos.
  • Ter proteção divina na busca de valores morais.
  • Para nos levar ao desenvolvimento espiritual.
  • Trazendo compressão mental.

Os nascidos sob sua regência:

[sociallocker id="356″]As pessoas nascidas sob esta regência serão distinguidas por seus talentos e virtudes, sua grande generosidade será vista através de sua aura. Ele será estimado por todas as pessoas boas que possuem as mesmas qualidades e virtudes. Fiel executor de causas nobres, ele encoraja as pessoas através de seu exemplo a seguir sua boa conduta. Ele terá grande facilidade para perdoar os erros dos outros e sempre julgará de maneira prudente. Com senso de humor, ele será capaz de criticar sem arrogância. Ele será inovador, imparcial, dinâmico e inteligente apesar de ser individualista. Devido a sua grande capacidade mental, ele terá a capacidade de se expressar com qualquer tipo de pessoa. Ele será mais estável após o casamento. Sua família será unida e harmoniosa. Fisicamente, ele será magro e elegante. Ele será intelectualmente aberto e refinado, mas será considerado uma pessoa difícil de se lidar. Você terá o reconhecimento social que enfrentará como prova de que a vida só é difícil para aqueles que não sabem como aproveitar as oportunidades que lhes são oferecidas, não gostam de pessoas que não cumprem seus compromissos [/sociallocker].

Citação bíblica:

Grande é o Senhor, e digno de todo louvor;
sua grandeza é insondável.

Salmo 145:3

VEÍCULO: "A CIDADE PROFANADA

A Cidade Sagrada de Netzah estava sendo profanada pela luxúria e banalidades de um povo que havia esquecido sua linhagem divina e que havia se entregue ao serviço de mestres e senhores que prometiam poder, riqueza, prestígio, fama e prazer.

Netzah havia sido construída por sábios nobres que, inspirados pelas mais belas formas da natureza, queriam que aquela moradia fosse uma moradia onde o gozo que o Grande Mestre concedeu a seu povo, o gozo da paz e da harmonia, fosse vivido com antecedência.

Entretanto, o desejo de poder gerou uma terrível competição, uma rivalidade assustadora que desencadeou guerras e destruição.

O desejo de riqueza encoraja a gula, a ambição, a ganância. O homem não competia mais, ele vivia apenas para satisfazer seus interesses. Antes de dar, ele recebeu.

A ânsia pelo prazer, anula a verdadeira busca pelo cumprimento. Desfrutar sem trabalhar era o desejado. Receber frutas sem sem semear. Esses desejos gradualmente se afogaram e enterraram o tênue grito de esperança de um retorno à vida em harmonia com as leis da natureza. Sem dúvida, Netzah havia deixado de ser a doce terra dos prazeres e havia se tornado a miserável terra dos prazeres.

Enquanto tudo isso acontecia na Cidade Santa, não longe de lá, mas longe o suficiente para ser protegido pelo fedor nauseante que vinha do lixo que estava enterrando Netzah, um jovem príncipe de sangue real estava ficando forte e saudável, ele era Vehuel, o filho legítimo da princesa Vênus e do príncipe Urano.

A Princesa de Netzah foi obrigada a abandonar seu filho quando seu marido Urano foi derrubado do poder. Ela o deu a uma família humilde que lhe era fiel, e esta família o havia criado por 18 anos. Agora Vehuel era um homem e tinha o prazer de falar com as plantas e os animais, que pareciam entender sua linguagem.

Um dia, Vehuel, incapaz de se ajudar, ouviu por acaso a conversa que seus pais ilegítimos estavam tendo e soube a verdade sobre sua identidade. O jovem que era nobre e bom compreendeu o que havia acontecido, mas disse a seus protetores que deveria ir em busca de seus verdadeiros pais.

O veículo já estava indo para a Cidade Santa, e ao se aproximar dele percebeu como o ar ficou mais rarefeito, quase impedindo-o de respirar. Ele teve que fazer grandes esforços para continuar seu caminho, mas aos poucos se acostumou a ele, sentindo uma queimadura de fogo até então desconhecida em seu peito.

Ao passar, Vehuel viu como os homens continuavam prisioneiros de um estupor que não lhes permitia pensar. Ele encontrou em seu caminho um jovem que chorava amargamente. Ele se aproximou do homem preocupado e disse:

-Por que você está chorando, rapaz? Por causa da intensidade de sua dor, algo sério deve acontecer com você.

-Se for verdade, acabei de cortar meu cabelo muito curto, -respondo ao jovem aflito.

Vehuel não podia responder, pois não entendia como poderia chorar por tal banalidade. Assim, ele encontrou muitos outros casos e entendeu que aquelas pessoas não tinham espírito, estavam vazias e foi dito que ele deveria fazer algo para ajudá-las.

Sem pensar nisso, ele foi trabalhar. Dia após dia ele trabalhava incansavelmente e logo muitos se juntaram a ele. Após alguns dias, o grupo havia crescido consideravelmente e quando era grande o suficiente, Vehuel, falou com eles:

-Muitos de vocês conheceram o prazer da terra e foram aprisionados por seus encantos sedutores. Agora você pode conhecer a verdadeira alegria que só Deus pode oferecer. Siga minhas pegadas e deixe-nos sair deste vale. Vamos até a montanha de Hochmah, onde meu pai, o príncipe Urano, nasceu. Lá encontraremos o rosto de nosso criador.

Foi assim que Netzah deixou de ser a terra profanada pela maioria e se tornou a Cidade Sagrada onde o Amor Eterno habitava.

Fim

8 pensamentos sobre "Vehuel"

  1. Muito reflexiva sobre a vida de Meu Anjo Vehuel, tentarei iniciar mudanças em minha Vida e compartilhá-la com meus semelhantes, AMEN….

  2. Eu adoro que Vehuel seja o anjo que... cuida de mim. Ele protege meus passos, e me ensina a conhecer a diferença entre o bem e o mal. Em minhas atitudes entre o bem e o mal.
    OBRIGADO. FORGIVÊNCIA. VEÍCULO ANJO EU TE AMO.
    OBRIGADO MEU ANJO DA GUARDA

  3. É maravilhoso saber que um ser tão extraordinário, enviado por Deus, cuida de mim. Obrigado meu anjo da guarda!!!!

  4. Excelente narração, com uma ótima maneira de buscar, para alcançar o caminho do criador.

  5. 😛 muito bom e substancial.faz-nos compreender que devemos sempre trabalhar e não desfrutar de algo que não conseguimos.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BR
Rolar para cima